terça-feira, 2 de janeiro de 2018

Lanches Paleo para crianças e bebês

O que é que tem na sopa do neném?


Uma das preocupações mais gritantes das pessoas sobre minha mudança de alimentação (como já falei em outra publicação, acho este fenômeno incrível), é sobre como isso irá interferir na alimentação dos meus filhos Bruninho (1 ano e meio) e Sara (7 anos).

A nossa cultura tem como base de alimentação o arroz e feijão no almoço e os pães, biscoitos e bolos nos lanches. Não importa se explicarmos que estes alimentos não são positivos para nossa saúde: ir contra a cultura vigente é algo que assusta as pessoas.

Eu particularmente, não tive dificuldade com a parte do almoço, uma vez que nunca gostei de feijão (exceto feijoada que eu AMO!) e o arroz só me é útil no sushi.

Por este motivo, eu sou extremamente capaz de olhar para um belíssimo prato totalmente composto de legumes, verduras, frutas e carnes e ver aquilo como sinônimo de um almoço delicioso e saudável.

Mas no lanche eu tive grande dificuldade em me adaptar, uma vez que sempre amei alimentos à base de açúcar e farinha.

Aprendi então a fazer bolos e pães paleo (já soltei algumas receitas aqui) e também passei a enxergar outros alimentos já prontos e que podem preencher nossa mesa de lanches e as merendeiras das crianças na escola.

Mesmo antes de eu adentrar a dieta paleolítica e lowcarb, meu esposo já havia mergulhado de cabeça. E nos dias que ele montava a lancheira da Sara para a escola, ele era super criativo!

"Sheilla, que ovo é esse que você coloca na merenda da Sara?"

Esta foi a pergunta da mãe de um coleguinha de sala de minha filha, após ela comprar todas as balas, chicletes e chocolates em forma de ovo para seu filho, tentando satisfazer o desejo dele.

Sara sempre dividiu os lanches com os colegas e vice-versa. E este coleguinha sempre chegava em casa, contando que comeu um ovo do lanche da Sara que ele gostava muito.

Ela quase caiu para trás quando eu disse que era um ovo mesmo, de galinha. Mandávamos sempre ovo cozido ou omeletes para a Sara de merenda (ela gosta muito).

É impressionante como a última coisa que poderia passar pela cabeça da mãe seria a coleguinha estar levando um ovo de verdade, o único ovo que realmente era ovo.

Bem... Eu ainda não vejo possibilidade em ver minha filha totalmente saudável, sem que isso venha em forma de imposição - algo que foge ao que desejo no meu formato de educação.

Uma coisa é eu educar o Bruninho desde bebê da forma correta. Mas a Sara, já com 7 anos...  Bem, eu devia ter iniciado antes, mas agora que ela já cresceu, é complicado querer "chegar chegando" com esta informação na vida dela. 

Eu prefiro ser mais gentil ao inserir qualquer valor, de forma gradativa na vida dela, pois acredito que a imposição leva ao erro e o valor aprendido com gentileza, ao acerto.

E assim tenho feito: o que é oferecido em minha casa para meus filhos seguirá a forma de alimentação que temos. E farei isso da forma mais saborosa e agradável possível.

Fora de casa, não vou proibir. É torcer para que os valores ensinados em casa sejam demonstrados de forma a ela reproduzir lá fora (como foi o caso do ovo da merenda).

Bem... Mas vamos ao que interessa! Vou deixar aqui para vocês algumas dicas de lanche além das receitas que eu já tinha passado, e do ovo (cozido, mexido, omelete). Risos!

1- Frutas Picadas


Eu sei que é uma opção bem "clichê", mas é fato que frutas é uma sugestão deliciosa para um lanche saboroso. Nesta foto aí eu coloquei  banana e mamão picados, cobertos de creme de leite e amendoim moído.

2- Frutas Inteiras


Algumas crianças são resistentes à proposta de salada de frutas. Sem contar que é bem diferente comer uma fruta inteira do que comer a fruta picada, com creme de leite e etc, concorda?

Então, não deixa de ser uma segunda opção para nossa lista, embora bem parecida com a primeira. Vale a pena colocar ambas as opções na mesa. Pica algumas e deixa outras inteiras lá na mesa!

3- Frutas Desidratadas


Eu coloquei aqui a imagem de damascos, mas pode ser todo tipo de frutas desidratas! Maçã, laranja, ameixas, uvas passas... Hum... Tem bastante opção aí bem docinha e que a criançada iria amar!

Bem... O Bruninho adora! A Sara já comeu tanto que enjoou... Agora está começando a voltar a gostar de passas... Só lembre-se de que se a sua criança precisa perder peso, abusar das frutas (secas ou não) não vai ajudar.

4- Pão de Queijo


Outro alimento que as crianças AMAM é o pão-de-queijo! Nem preciso entrar em detalhes, não é mesmo? A ressalva das frutas aplica-se aqui: se a sua criança precisa perder peso, exagerar no pão de queijo não é a melhor opção.

5- Iogurte natural


Esta é uma boa opção para quando você tem pressa. 
Apenas coloque na mesa e coma. Se você sente falta do doce, pode colocar um pouco de mel ou adoçante. 

A Sara sempre pede 2 gotinhas de adoçante. O Bruninho come sem.

Outra opção é você bater o iogurte com alguma fruta. Eu AMO com morangos...

6-Docinhos


Este docinho foi feito colocando um monte de coisa (neste meu esposo pôs amendoim e passas, mas qualquer combinação de castanha e fruta seca funciona) no processador e batendo até virar uma "massa enrolável". 

Dica: A massa fica cracolenta mesmo! E pra enrolar você tem que ir amassando e fazendo bolinha, amassando e fazendo bolinha, até dar a forma. 

Parece difícil mas é super fácil! Tenta aí!

7- Castanhas


Bem... Eu acho esta opção muito cara (vocês já viram o preço da castanha de caju?! creindeuspai!). Mas não deixa de ser uma opção, para quem não se importa com o preço.

8- Queijo


Como uma boa mineira, não havia melhor forma de encerrar este post! Um queijinho minas sempre será a melhor opção para o lanche, perdendo somente para o item 4.

Gostaria de mais opções?

Se por ventura você ainda tem interesse em receber mais dicas de lanches, eu indico o livro de receitas de café-da-manhã do Senhor Tanquinho. São 57 receitas fáceis de fazer, todas bem pobres em carboidratos e que podem ser usadas perfeitamente para lanches a qualquer hora!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Instagram

Postagens mais visitadas